Semana Tecnológica agita o Teresiano

Semana Tecnológica agita o Teresiano

É possível aprender a programar se divertindo

O Colégio Teresiano realizou, dos dias 21 a 25 de maio, a primeira edição da sua “Semana da Educação Tecnológica”. Com o objetivo de mostrar que é possível aprender a programar se divertindo, e, claro, celebrar o primeiro momento de descobertas no scratch, a semana foi marcada por uma maratona de diferentes atividades e oficinas em todas as séries, da Educação Infantil ao Ensino Médio. Com a presença de pais e de professores, os alunos lançaram mão de todos os recursos aprendidos sob o olhar atento de suas famílias.

 

Mas afinal, o que é o scratch?

Segundo Patricia Siffert, Assessora de Educação Tecnológica do Colégio, o scratch é uma linguagem de programação com o diferencial de modelo de programação em blocos, o que simplifica muito o entendimento e a compreensão digital.

Para Patrícia, “Fazer com que os pais vivenciem a alfabetização digital dos alunos é importante para compreenderem culturalmente essa linguagem, além de o fazerem pensar na tecnologia de forma coletiva e não excludente”, afirma.

A Semana da Educação Tecnológica aconteceu em dois momentos: no primeiro, os alunos apresentaram trabalhos e os códigos aprendidos em sala, utilizados para criarem jogos, animações etc. Já no segundo momento, pais e alunos interagiram com o próprio conteúdo desenvolvido, realizando desafios, quizz e abordando as questões aprendidas em sala.

Teve também interação entre as turmas. “Nós ajudamos os alunos do 6º ano e fomos ajudados pelos alunos do Ensino Médio. A experiência foi super legal e somou muito para minha vida!”, contou a estudante do 9º ano, Maria Eduarda Musa. Já a professora de Ciências, Raquel Pinho, preparou jogos a partir de conteúdos do bimestre. “Teve jogo sobre equação, sobre tênis, sobre futebol, sobre desigualdade econômica, sobre a vinda da Coroa Portuguesa para o Brasil, sobre átomos, entre outros. Foi muito bacana ver os alunos do 6° ano jogando o que o 9° preparou, assim como também foi legal ver o 9° ano entrando na vibe dos desafios do 6º ano”, completou Raquel.

A participação dos pais também estava a todo vapor. Érica Cavour, mãe do aluno Thomas, do 6º ano A, afirmou que não tem ambição em aprender programação, mas reconhece a importância de desenvolver o raciocínio digital de forma mais humana e que estimule a questão colaborativa. Afinal de contas, a tecnologia está cada vez mais presente no nosso dia a dia.

Esses e outros temas também foram abordados no evento Scratch Day, realizado no último dia 12 de maio no Conecta.la, no Humaitá, promovido pelo Beaba 21 e que contou com o apoio do Colégio Teresiano. Um dos temas mais debatidos foi exatamente o impacto da tecnologia no nosso dia a dia e em como isso afeta os jovens no ambiente educacional.

Segundo Patrícia Siffert, “Estimular o raciocínio digital traz consequências profundas e promove o raciocínio cognitivo, debate questões como ética digital e ainda funciona como agente multiplicador”, finaliza.

Mais do que promover a linguagem de programação, a Semana Tecnológica é prova de que é possível transpor os limites da sala de aula e colocar pais e filhos em um mesmo ambiente digital.